Posts tagged ‘cães desaparecidos’

março 22, 2011

Tutora procura desesperadamente pit bull que fugiu em SP

 

No dia 22 de fevereiro, meu cachorro fugiu, estou na Zona Norte de SP.

A última informação que tive é que ele foi visto no Horto Florestal. Meu filho está doente por falta do cão. Por favor, me ajude a encontra-lo.

Contatos: Regiane (11) 2478 1040 / 8304 9337 ou pelo email solucaobr@bol.com.br .

Fonte: ANDA


 

março 21, 2011

Poodle branca de 8 anos é levada por assaltantes em Santo André (SP)

Ladrões entraram em minha residência na Vila Alto de Santo André, Santo André (SP), e levaram minha cachorrinha poodle toy.

Ela tem 8 anos, é branca e não tem o olho esquerdo. Atende pelo nome de Nina.

Contato:

Claudia Gancedo

Email: claudia.gancedo@hotmail.com‬

Telefone: 7142-7041 (Santo André/SP)

Fonte: ANDA

março 19, 2011

Tutora procura por cadela desaparecida na região de Interlagos (SP)

 

Preciso muito da ajuda de vocês para encontrar a cadelinha da minha avó. Aqui estão os dados:

Nome: Kika
Cor: branca e marrom
Tamanho: médio (cerca de 40 cm)
Marcas específicas: tem orelhas longas e olhar similar aos de um bassethound e também tem algumas características de beagle. É muito mansa, assustada e um pouco gordinha.

Foi perdida no dia 15 de março de 2011, na região de Veleiros/ Jd. Suzana, em Interlagos (São Paulo).

Responsável pelo cachorro pedido: Priscila Roque – priscilaroque@gmail.com.

A tutora da cadelinha é a minha avó, Dona Lourdes, de 77 anos.

Fonte: ANDA

 

março 18, 2011

Filhotes com sarna e daschund abandonado precisam de ajuda em SP

Resgatei esses  bebês que estão com a sarna e estou que nem louca para curar, fora os meus 16 que eu tenho que ficam separados, então a casa já está cheia, não tenho mais onde colocar.

Se alguém souber alguma coisa que eu possa passar nos cachorrinhos me fale, porque já não sei mais o que passar, estou dando banhos que a veterinária mandou. Mas como eles são muito novinhos, não pode passar outros remédios, a mãe não pode tomar a vacina porque ainda está dando amamentando.

O  daschund também foi encontrado em Taboão da Serra (SP), com uma coleira peitoral, super assustado e muito bonzinho, porém a pessoa que está com ele, não quer mais, por isso preciso de um lar provisório para este menino para depois colocar para doação.

Contato: (11) 42457235 – capsmax@hotmail.com

Fonte: ANDA

 

março 18, 2011

Pinscher idosa encontrada em bueiro procura sua família em SP

Encontrei no dia 16 de março, em minha rua, mais especificamente dentro do bueiro (tive que chamar os bombeiros para retirá-la) essa cachorrinha pinscher.

Ela é bem idosa e estava de roupinha rosa, por favor, ajudem a divulgá-la, quem sabe encontramos a sua família. Foi encontrada na Água rasa, próximo ao shopping Anália Franco.

Contato: Evelyn (11) 6774-8581  ou 4306-0012.

Fonte: ANDA

 

março 18, 2011

Cadela perdida procura seus tutores em Osasco (SP)

 

Esta cadelinha está apavorada, parece perdida. Minha amiga pode dar carona para quem puder resgata-la, caso não seja muito longe de Osasco (SP). Assim não será necessário pagar táxi.

Ela está nas ruas há mais ou menos um mês. Talvez a estejam procurando ou alguém pode adota-la.

Contato: Fabiana (11) 7186-2357

 

março 17, 2011

Cão Pinpoo é encontrado 14 dias depois de desaparecer no Aeroporto de Porto Alegre (RS)

Desde segunda-feira, cachorro se aproximava diariamente
do Batalhão de Aviação da BM no horário de almoço

Pinpoo foi entregue pelo sargento Ribas para Nair na noite de quarta-feira. Foto:Ronaldo Bernardi / Agência RBS

O drama de Nair Flores, 64 anos, chegou ao fim na noite de quarta-feira (16). Quatorze dias depois do desaparecimento do seu cão de um hangar do Aeroporto Internacional Salgado Filho, a aposentada reencontrou Pinpoo às 22h30min, em Porto Alegre (RS).

Quando três PMs do Batalhão de Aviação da Brigada Militar (BM), que fica dentro do aeroporto, entraram com Pinpoo na residência de Nair, no bairro Passo da Areia, zona norte da Capital, o cão se soltou dos braços deles, correu e pulou em direção à dona, numa cena que comoveu os militares.

Sargento Ribas ao entregar Pinpoo na casa da tutora. Foto: Ronaldo Bernardi

Muito emocionada, Nair começou a conversar com seu animal de estimação, sumido desde o dia 2, quando fugiu da caixa de transporte onde estava acomodado para tomar um avião da empresa Gol rumo ao Espírito Santo, onde encontraria a sua dona. Ao avistá-lo, Nair repetia várias vezes: ” Não fui eu que te abandonei. Não parei de te procurar um só dia.”.

Os autores do resgate sorriam, felizes com o que consideraram uma das suas ações mais importantes, dado o sofrimento da mulher; drama acompanhado via imprensa e internet, por todo o Brasil. Uma das primeiras atitudes de Nair foi dar um banho com spray-d’ água em Pinpoo em cima de uma cadeira da sala. O objetivo era refrescá-lo.

Cão foi achado pelos PMs Menezes (E), Ribas (C) e Maurício. Foto: Ronaldo Bernardi

Animada, agradecia aos PMs, o sargento Paulo Ribas, 53 anos (30 de BM), o soldado Mateus Menezes, 30 anos (nove de BM), e o soldado Maurício da Silva, 38 anos (17 de BM).

Pinpoo, que provocou uma rede de solidariedade formada via comunidades sociais da internet, apresenta alguns machucados nas pernas traseiras. O pelo estava sujo quando o animal foi localizado, com carrapato e pulgas, conforme constataram os policiais. Nair acredita que o cachorro perdeu alguns quilos. Hoje, vai levá-lo a um veterinário.

Cachorro foi atraído com comida
Desde segunda-feira, o cão felpudo, de pelo amarelado, sujo e magro, aproximava-se, no horário de almoço, do Batalhão de Aviação da Brigada Militar (ex-Grupamento Aéreo, GPMA), localizado dentro da área do Aeroporto Salgado Filho, nas proximidades do Bourbon, na Avenida Sertório.

O cão provavelmente era atraído pelo cheiro da comida, acreditam os militares. Os policiais passaram, então, a observar diariamente a movimentação do animal, desconfiando tratar-se do cão procurado.

Cachorro viajaria para o Espírito Santo com a tutora. Foto: Arquivo pessoal

O sargento Ribas e os soldados Menezes e Maurício se engajaram na busca porque vinham acompanhando o caso desde que a tutora revelou o seu drama à imprensa. Resgatar o cão se tornou uma missão para os três.

— Eu e minha mulher estávamos comovidos com a história, por isso fiz de tudo para resgatá-lo. Temos dois cachorros que também tratamos como filhos —  afirmou Ribas.

Pinpoo se aproximava do hangar da BM, mas era difícil pegá-lo, pois estava assustado e arisco. O som constante das sirenes de veículos e o luminoso das viaturas que faziam buscas ao cão contribuíam para assustá-lo ainda mais. Mesmo com fome, ele então retornava ao matagal (formado basicamente com maricás) e ao lago nas proximidades da área.

Os policiais concluíram que, para capturar o cachorro, era preciso um estratagema com alimentos. Fizeram um rastro de ração por três dias. Não deu certo, já que Pinpoo não é alimentado com ração. Mudaram de plano e, ontem, passaram a usar pedaços de frango assado, parte do cardápio dos soldados.

No início da noite de ontem, o cão começou a se aproximar das instalações do batalhão. Chegou devagarinho e entrou na sala onde havia a maior porção de carne. A porta então foi fechada — e a operação estava, assim, quase concluída. Faltava uma prova, que veio com um chamado do sargento Ribas: o cão atendeu imediatamente à pronúncia da palavra Pinpoo.

Dona Nair poderia reencontrar seu companheiro, regozijaram-se os três PMs. A mulher de Ribas, avisada em casa pelo marido eufórico, telefonou para Nair Flores (o telefone da dono do cão corria de mão em mão dos militares) e avisou que os militares iriam ainda ontem à casa dela com a boa nova.

No Opala particular do sargento, um veículo anos 80, o cão foi conduzido de volta para casa. No trajeto, foi no colo do soldado Menezes, que o agarrava fortemente. Menezes não queria ver o cão fugir de novo. Ao sentir a sensação de missão cumprida, o sargento Ribas chorou — e voltou para seu plantão no batalhão do aeroporto.

Fonte: ANDA

Projeto Anjos de Bigode: Ficamos felizes com o desfecho dessa história, desde o começo acompanhamos o caso do Pinpoo, nós acreditamos exatamente nisso uma relação de amor incondicional pelos animais de estimação. Acreditamos sim em Posse Responsável. Dona Nair foi um exemplo desse amor, que ela sirva de exemplo para muitas pessoas.

 

 


março 16, 2011

Cão encontrado em Porto Alegre faz teste de DNA para comprovar se é Pinpoo

Dona Nair Flores, 64 anos, não perde as esperanças de encontrar seu cão Pinpoo, que desapareceu no dia 2 de março no aeroporto de Porto Alegre, no RS, antes de embarcar no voo que iria para o ES.

Após a divulgação desse caso na ANDA, e a consequente mobilização solidária de protetores e da sociedade em geral pelas mídias sociais, diversos veículos da  imprensa (jornais, sites jornalísticos, rádios e TVs) começaram a tratar o caso com a devida atenção. O assunto foi destaque do programaBom Dia Brasil, exibido nesta quarta-feira (16) pela Rede Globo e também ficou entre os assuntos mais comentados no Twitter, nessa semana.

Cão passou por exame de DNA para confirmar se é o Pinpoo (Imagem: Reprodução/Rede Globo)

Um cãozinho parecido com Pinpoo foi encontrado esta semana na região de Alvorada e passou ontem (15) por um exame de DNA.

Durante o encontro com Dona Nair, o cão não manifestou muito entusiasmo ou familiaridade.

“Acredito que não é o Pinpoo”, diz a tutora. Mesmo com muitos afagos e carinhos, o cão não reagiu como esperado. Se for confirmado após o exame de DNA que o cãozinho não é o Pinpoo, ele ficará disponível para adoção.

“Por favor, quem estiver com o Pinpoo, traga ele pra mim, eu serei muito grata a essa pessoa. Ele é meu filho, convivemos juntos por dez meses”, emociona-se a aposentada Nair.

Fonte: ANDA

 

 

março 15, 2011

Tutora procura por cachorras sequestradas em Saquarema (RJ)

As duas cachorras da foto me foram roubadas no dia 11, por volta de 18h, na curva final da Wasghinton Luis e entrada da Linha Vermelha. Elas se chamam Kika (está com pontos da barriga de uma recente cirurgia) e Donna (pelos já brancos).

Consegui conversar com um amigo do radialista Loureiro Neto da Radio Globo, que me prometeu durante o programa de fazer um anúncio. Agradeço também todo o carinho que recebi dos funcionários da Suipa, quando registrei na última segunda-feira a perda dos animais.

De coração,muito obrigada!

Contato:

Simone Lagemann
s.lagemann@globo.com
21-25561277
21-88939769

Fonte: http://www.anda.jor.br/2011/03/15/tutora-procura-por-cachorras-sequestradas-em-saquarema-rj/

março 15, 2011

Aposentada recebe cão que pode ser o desaparecido em voo no RS

Cachorro parecido com ‘Pinpoo’ foi encontrado em Alvorada, na segunda (14). Tutora quer fazer exame de DNA para confirmar identidade do animal.

Foto de Pinpoo (arquivo pessoal)

Depois de um telefonema de um funcionário do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, a aposentada Nair Flores, 64 anos, teve renovada a esperança de encontrar o seu cão “Pinpoo“. Um cachorro muito parecido com ele foi encontrado na segunda-feira (14), em Alvorada (RS).

“Pinpoo” teria fugido antes de embarcar no voo que iria de Porto Alegre (RS) para o Espírito Santo, em 2 de março.

“Um cão foi encontrado por uma pessoa em Alvorada (RS), na rua, e foi levado ao aeroporto. Eles então me ligaram e fui ver o cachorro. Ele é idêntico ao meu Pinpoo, não rejeita meus carinhos, mas também não me reconhece”, afirma Nair ao G1.

Com muitos ferimentos, o cão encontrado em Alvorada foi levado a uma clínica em Porto Alegre, onde recebe atendimento. “Ele está em estado lamentável, muito machucado. Não me reconheceu e fugiu do banho, o que é estranho porque ele pedia para tomar dois banhos por dia. São coisas que ele não poderia esquecer em poucos dias. Mesmo assim tenho esperança que seja ele porque é igualzinho. Até a cortadinha que dou no pelo acima dos olhos, para não prejudicar a visão, é igual”, diz a tutora.

Segundo a aposentada, a idade dos animais também coincide. “Pelas unhas e pela dentição os médicos afirmam que esse cão tem cerca de 11 meses, como o Pinpoo. E o peso também é o mesmo registrado quando iríamos embarcar”, afirma.

Nair, que na ocasião do embarque pagou R$ 684 mais a caixa pelo serviço de transporte do animal à empresa Gol, registrou um boletim de ocorrência sobre o sumiço do animal. Segundo informações da Gol, ‘Pinpoo’ passou por todos os procedimentos previstos pela legislação, mas no trajeto para o avião forçou a grade da embalagem que o transportava e fugiu para a área restrita do Aeroporto Salgado Filho.

Fonte: http://www.anda.jor.br/2011/03/15/aposentada-recebe-cao-que-pode-ser-o-desaparecido-em-voo-no-rs/