Homem mata cadela a pauladas em Piracicaba (SP)


A violência contra um animal revoltou os moradores da Vila Rezende em Piracicaba (SP), na tarde de ontem, 21.

Uma cadela da raça pintcher foi morta a pauladas dentro do quintal de sua tutora, uma aposentada de 77 anos. O desempregado Fernando Jorge Ramalho, 32, que segundo a polícia tem problemas mentais, é acusado de ser o responsável pela morte do animal.

Após o crime, Ramalho foi agredido por um grupo de quatro homens e em seguida levado pela Polícia Militar ao 4º Distrito Policial, de onde seguiu para a Santa Casa. Familiares da idosa foram até a delegacia levando o corpo da cadela em uma caixa de papelão. Um laudo veterinário foi encomendado e será anexado ao processo.

Eram 13h30 quando Ramalho seguia pela rua Coronel Inácio da Mota Pacheco. De acordo com a secretária Bruna de Lima, o rapaz passava em frente à casa de sua avó quando viu a cadela Sandy próximo à grade do imóvel.

“Ela nem latia para as pessoas que passavam, estava velhinha e sofria de reumatismo, andava bem devagar”, afirmou. Nesse momento, conforme vizinhos contaram a Bruna, o acusado — que segurava um pedaço de cabo de vassoura na mão — desferiu vários golpes na cabeça da cachorra.

“A acompanhante da minha avó estava de costas para o portão e ouviu os latidos da cachorra, quando ela se virou viu ele batendo na cabeça da Sandy.”

Após a agressão, o homem deixou o local. A idosa ficou desesperada ao ver a cadela machucada e sangrando. Segundo Bruna, a aposentada mora sozinha e Sandy servia como companhia.

Fonte: ANDA

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: